UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/10/2009 - 20h10

Fundos de emergentes estão próximos de correção, sugere Merrill Lynch

SÃO PAULO - Os fundos de ações de mercados emergentes começaram outubro captando novos recursos. Dados da EPFR Global compilados pelo Merrill Lynch mostram a entrada de aproximadamente US$ 1,5 bilhão na semana encerrada dia 7 de outubro. Com isso, nas últimas quatro semanas as carteiras emergentes levantaram mais de US$ 6 bilhões. No entanto, essa entrada de recursos pressiona indicadores técnicos calculados pelo Merrill Lynch, sugerindo a possibilidade de realização de lucros.

O banco tem uma regra de negócios montada com base no fluxo para países emergentes. As variáveis utilizadas são o fluxo de quatro semanas calculado com base em percentual de ativos sob gerenciamento e o índice MSCI Mercados Emergentes.

Pela regra do banco, o sinal de venda é dado quando o fluxo de quatro semanas ultrapassa 1,5% do total de ativos em carteira. Até a semana passada, essa relação já estava em 1,36%. Portanto, aponta o Merrill Lynch, faltariam apenas US$ 900 milhões para que esse gatilho de venda fosse ativado. A regra se mostrou válida em grande parte das vezes dentro da série observada que tem início em março de 2005.

O Merrill Lynch ainda destaca que, com mais essa semana de captação, o montante de recursos levantado por todos os fundos emergentes chega a US$ 41,5 bilhões no acumulado em 2009. Tal cifra supera os US$ 40,8 bilhões levantados em 2007, e já reverte, completamente, as perdas registradas em 2008, que somaram US$ 39,4 bilhões.

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host