UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/10/2009 - 18h13

Previsão de demanda sobe e eleva preços do petróleo

SÃO PAULO - Os preços do petróleo sustentaram a trajetória de alta nesta jornada, amparados pelo aumento da previsão de demanda global pelo produto, conforme divulgado pela Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês). É o terceiro mês consecutivo em que as estimativas são ampliadas.

O contrato de WTI negociado para o próximo mês em Nova York fechou a US$ 71,77, com aumento de US$ 0,08. O contrato para dezembro ganhou US$ 0,11, para US$ 72,25. Em Londres, o barril de Brent para novembro fechou a US$ 70,00, com valorização de US$ 0,23. O vencimento para o mês seguinte subiu US$ 0,17, para US$ 70,71.

Segundo a IEA, o consumo global de petróleo deve ficar em 86,1 milhões de barris diários em 2010, o que representa um aumento de 350 mil barris ante a previsão feita em setembro pela agência. Essa projeção acabou tirando os contratos do território negativo na primeira parte do pregão.

A agência acredita que a melhora das projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) e um consumo acima do previsto na China e em outros países da América sustentaram o aumento da previsão. Para este ano, a estimativa tambem foi elevada em 200 mil barris, para 84,6 milhões de barris.

O produto estava em desvalorização logo cedo, devido à forte alta do dólar, que desmotivou a compra de ativos cotados em moeda americana. Ontem à noite, o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, mencionou que o Fed estará pronto para elevar a taxa básica de juros dos EUA, quando a economia mostrar recuperação firme e consistente.

(Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host