UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/10/2009 - 11h43

Diretor da Dassault defende venda de caças franceses para o Brasil

BRASÍLIA - O diretor da Dassault International do Brasil Ltda., Jean-Marc Merialdo, defendeu há pouco os caças Rafale produzidos pela empresa. Merialdo participa de audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática sobre a transferência de tecnologia no processo de aquisição de caças para a Força Aérea Brasileira (FAB).

O Brasil está negociando com a França a compra de 36 aviões de combate Rafale, no valor estimado de R$ 7 bilhões. O Rafale foi criado nos anos 80 para substituir sete aparelhos diferentes, entre eles o Mirage 2000 e o Super Etendard. O empresário francês disse aos parlamentares que a França domina toda a tecnologia para criação e evolução de aviões de combate de alta performance e ressaltou que todos os sistemas do Rafale são franceses, por isso, não será necessária a autorização de nenhum outro país para comercialização dos caças com o Brasil.

Merialdo disse ainda que o governo francês autorizou a Dassault a vender o Rafale e os sistemas de manutenção do avião com transferência de 100% da tecnologia.

(Agência Câmara)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host