UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/10/2009 - 17h06

Dólar volta a cair, mas respeita piso de R$ 1,70

SÃO PAULO - O dólar comercial marcou o quinto dia seguido de baixa contra o real, fez nova mínima para o ano, mas não rompeu a linha de R$ 1,70. Na mínima a moeda testou R$ 1,699, antes de fechar o dia a R$ 1,698 na compra e R$ 1,70 na venda, queda de 0,17%. Tal cotação é a menor desde 3 de setembro de 2008, quando o dólar valia R$ 1,677. Na semana, a moeda já caiu 2,13%, levando a perda no mês a 4,06%. Na roda de " pronto " da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar recuou 0,19%, para fechar a R$ 1,6993. O volume negociado caiu 23%, para US$ 187,25 milhões. Já no interbancário os negócios declinaram 9,5%, somando US$ 1,9 bilhão.

Segundo o gerente de operações da Terra Futuros, Arnaldo Puccinelli, o dólar ainda respeita o piso de R$ 1,70 em função da existência de barreiras técnicas ao redor de R$ 1,699 a R$ 1,697. No entanto, diz o especialista, o mercado todo está virado para as entradas de recursos via oferta de ações, captações externas e investimentos diretos. " A onda de otimismo está muito forte, tem de tomar cuidado. " De acordo com o gerente, existe um otimismo quanto à recuperação da economia brasileira e mundial, mas o mercado já antecipou isso. " Já temos o final de ano projetado pelos otimistas seis meses atrás " , ressalta Puccinelli, apontando para Ibovespa acima dos 66 mil pontos e Dow Jones na linha dos 10 mil pontos.

Puccinelli ressalta que, no surgimento de qualquer imprevisto, a saída dessas posições (compra na bolsa e venda do dólar) pode ser problemática. " E quando todo mundo começar a falar que o dólar vai a R$ 1,60, é bom colocar um pé atrás " , avalia. Um dos pontos que inspira cautela no especialista são os baixos volumes negociados tanto no câmbio quando no dólar. O exemplo mais claro fica por conta da Bovespa. Puccinelli lembra que quando o índice marcava 30 mil pontos na fase mais aguda da crise, movimentava os mesmos R$ 4 bilhões a R$ 5,5 bilhões que movimenta agora, aos 66 mil pontos. Ou seja, o giro não acompanhou o aumento de preço. (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host