UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 13h53

ANP começa em até 3 meses perfurações para área de cessão onerosa

RIO - As perfurações que servirão de base para a definição da área que será concedida pela União à Petrobras deverão começar em até três meses. A estimativa é de Luís Eduardo Duque Dutra, chefe de gabinete da diretoria geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que ressaltou o trabalho conjunto de técnicos da agência e da empresa para definir a região onde os primeiros poços serão perfurados.

" Antes de tudo, depende de um estudo técnico, com equipes da ANP e da Petrobras, de forma a permitir a localização correta desses poços " , comentou Dutra.

A partir do trabalho de perfuração que será realizado conjuntamente por Petrobras e ANP é que o governo conseguirá dados para definir a área que será entregue para a empresa a título de cessão onerosa, que será de até 5 bilhões de barris de óleo equivalente e será equivalente ao aporte da União no processo de capitalização da Petrobras.

Dutra, que participou de seminário na Fecomércio-RJ, acrescentou que, os investimentos nas áreas já concedidas do pré-sal devem superar os US$ 100 bilhões até 2020. Mesmo assim, defendeu a realização de leilões anuais de blocos exploratórios, assim como o incentivo para exploração em outras bacias sedimentares do país.

Dutra admitiu que será difícil realizar a 11ª Rodada de Blocos Exploratórios este ano, mas confirmou que a ANP tem o objetivo de fazê-la " o mais rapidamente possível " . A intenção da agência reguladora é incluir na próxima rodada blocos de fora do pré-sal que foram inicialmente colocados na 8ª Rodada, mas que não foram arrematados devido à suspensão do leilão por uma decisão judicial.

Para Dutra, a inclusão dessas áreas na próxima rodada não seria motivo para questionamentos jurídicos, uma vez que eles não chegaram a ser arrematados.

" Cabe ao CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) decidir quais serão os blocos. O que a ANP fez foi colocar esses blocos da 8ª Rodada que não foram licitados e que não estão no pré-sal dentro do portfólio que será enviado ao CNPE para aprovação " , destacou.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host