UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 17h01

Banco Mundial eleva projeção de crescimento da China para 8,4% em 2009

SÃO PAULO - O Banco Mundial afirmou nesta quarta-feira que a economia da China vai crescer 8,4% neste ano e pode atingir expansão de 8,7% em 2010. As estimativas positivas são explicadas pela instituição, em relatório, como reflexo das grandes injeções de recursos por parte do governo chinês para estimular a economia. Nas últimas projeções, realizadas em junho, o Banco Mundial apontava para crescimento econômico de 7,2% no país em 2009. A meta de expansão do governo era de 8%. "2009 mostrou que, até em um momento de grande dificuldade global, a China ainda pode crescer de modo robusto", afirmou o economista sênior da instituição Louis Kuijs. "É claro que em 2009, as medidas de emergência tem sido usadas e que você não pode continuar usando-as por longo tempo", ponderou o economista. Com relação às especulações de que o mercado imobiliário chinês estaria entrando em uma situação de falsa valorização, o Banco Mundial afirmou que as chances de uma bolha no setor são pequenas, já que os preços das casas não superam muito o aumento da renda em nível nacional. "Sérias bolhas em preços de ativos são improváveis de estarem iminentes", afirmou a instituição.

O documento mostra ainda que a força da economia chinesa também estimulou o crescimento dos países da região do leste asiático que, segundo as novas projeções do Banco Mundial, deverão crescer 6,7% em 2009, ante os 5,3% anteriormente previstos. A China cresceu 8,9% no terceiro trimestre, expansão seguida de 7,9% e de 6,1% nos dois trimestres anteriores. A recuperação vem sendo estimulada pelo pacote governamental de 4 trilhões de yuan (US$ 586 bilhões), lançado quando a crise começou a afetar o crescimento do país. (Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host