UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 07h59

Bradesco encerra trimestre com lucro 5,2% menor, de R$ 1,811 bilhão

SÃO PAULO - O Bradesco fechou o terceiro trimestre de 2009 com lucro líquido de R$ 1,811 bilhão, ou 5,2% abaixo do R$ 1,910 bilhão somado um ano antes. O montante também foi menor do que aquele registrado entre abril e junho deste calendário, de R$ 2,297 bilhões.

De janeiro até setembro deste exercício, o lucro líquido correspondeu a R$ 5,831 bilhões. Ficou estável, segundo o banco, na comparação com o mesmo período de 2008, "apesar da retração da atividade financeira verificada mais intensamente no 1º semestre de 2009, originada pela crise econômica mundial, que resultou no aumento do nível de inadimplência".

Dos R$ 5,8 bilhões, R$ 3,936 bilhões vieram das atividades financeiras, equivalendo a 68% do total, e R$ 1,895 bilhão foi derivado das atividades de seguros e previdência (32% do total).

"O lucro líquido contou com o montante de R$ 2,410 bilhões, proveniente da alienação de ações, correspondentes a 12,70% do capital social da Visanet Brasil, já deduzidos os custos de distribuição. Foi afetado, ainda, por R$ 1,303 bilhão, relativo ao reforço na Provisão Adicional para Devedores Duvidosos", observou o Bradesco em nota.

No fim de setembro, a carteira de crédito, incluindo avais e fianças, antecipação de recebíveis de cartões de crédito e cessões de crédito (FIDC e CRI), ficou em R$ 215,536 bilhões, o que implica expansão de 10,2% no comparativo com um ano antes. As operações com pessoas físicas alcançaram R$ 75,528 bilhões e com pessoas jurídicas, R$ 140,008 bilhões, avanço respectivo de 8,2% e 11,3%.

Os ativos totais atingiram R$ 485,686 bilhões em setembro, um aumento de 14,9% perante igual intervalo de 2008.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host