UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/11/2009 - 14h36

Carga de energia cai 0,6% em outubro, diz ONS

SÃO PAULO - A carga de energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) atingiu 53.781 megawatts (MW) médios em outubro, uma queda de 0,6% na comparação com outubro do ano passado. Na comparação com setembro, houve alta de 1%, enquanto em 12 meses a carga acumulada é 0,9% menor que nos 12 meses anteriores. No ano, a carga no SIN registra avanço de 1%. Os dados foram divulgados hoje pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

"Apesar das variações positivas em relação ao mês anterior que vem sendo observadas na carga desde o mês de julho, impulsionada pela retomada do crescimento da indústria, a ocorrência de condições anômalas de tempo para essa época do ano, caracterizadas pela passagem rápida de diversas frentes frias, nas regiões Sul e Sudeste, influenciaram o comportamento da carga no mês de outubro", diz a nota divulgada pelo ONS.

O documento destaca que essas variações fizeram com que cerca de 400 MW médios referente à carga de energia do Sistema Isolado de Acre-Rondônia, interligada ao SIN no dia 23 de outubro, não provocasse variações significativas na carga em relação aos valores que vinham sendo verificados em dias anteriores.

No subsistema Sudeste/Centro-Oeste, a carga de energia em outubro atingiu 33.158 MW médios, uma queda de 1,6% frente a outubro do ano passado, enquanto houve alta de 0,4% frente a setembro. No acumulado do ano a carga está 1,7% menor que nos dez primeiros meses do ano passado.

No Sul, a carga de outubro, de 8.805 MW médios, foi 1,2% maior que em outubro do ano passado, enquanto na comparação com setembro o crescimento foi de 2%. No acumulado em dez meses o crescimento é de 0,3%.

No subsistema Nordeste, a carga, de 8.171 MW médios, subiu 2,9% frente a outubro do ano passado, enquanto na comparação com setembro a alta foi de 2,9%. No acumulado do ano, a carga de energia no Nordeste está em 0,7%.

No Norte, a carga atingiu 3.647 MW médios, queda de 3,3% frente a outubro do ano passado. Na comparação com setembro houve baixa de 0,5%, enquanto no acumulado do ano a carga no Norte está 0,9% mais baixa que nos dez primeiros meses do ano passado.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host