UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/11/2009 - 13h36

Alimentos pressionam custo de vida na capital paulista, diz Dieese

SÃO PAULO - O Índice de Custo de Vida (ICV) na capital paulista avançou 0,93% em outubro, influenciado pelo aumento no preço dos alimentos. Um mês antes, o indicador tinha subido 0,53%. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A inflação dos alimentos no período foi de 2,47%. Com isso, este grupo contribuiu sozinho por 0,69 ponto percentual do ICV de outubro. Houve um aumento de 4,06% nos produtos in natura e semielaborados, de 1,62% na indústria alimentícia e 0,62% na alimentação fora do domicílio. No caso dos alimentos in natura e semielaborados, só o feijão avançou 36,32%.

Os grupos habitação (0,55%) e transporte (1,07%) também serviram para pressionar o indicador de outubro. No primeiro caso, a alta foi resultado dos reajustes no subgrupo locação, impostos e condomínio (1,26%), devido, sobretudo ao aumento do condomínio (1,29%) e do IPTU (2,22%). Com relação ao grupo transporte, a pressão ocorreu no subgrupo individual (1,56%) por conta do encarecimento dos combustíveis (2,62%), especialmente do álcool (7,36%).

Educação e leitura e vestuário também registraram crescimento, mas mais modesto, de 0,13% e 0,18%, nesta ordem. Saúde (-0,52%), por outro lado, foi o único item do ICV que teve deflação no mês passado.

(Fernando Taquari | Valor)
Hospedagem: UOL Host