UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 16h26

Bolsa crava novos recordes de volume e negócios em outubro

SÃO PAULO - A BM & FBovespa registrou novos recordes em outubro no segmento de ações (Bovespa), segundo balanço mensal divulgado hoje pela instituição. A média diária de volume financeiro atingiu a marca de R$7,34 bilhões e o número de negócios cravou recorde de 436.250 transações. O volume negociado no mês somou R$ 154,25 bilhões, em 9.161.252 negócios, ambos recordes.

O Home Broker, sistema de negociação de ações pela internet para pessoas físicas, apresentou seis recordes: volume total de R$60,99 bilhões, volume médio diário de R$2,90 bilhões, quantidade de negócios de 5.973.285, média diária de negócios de 284.442, valor médio por negócio de R$12,81 mil e participação no volume financeiro do mercado de ações de 19,80%. O número de contas de pessoas físicas com posição em custódia atingiu a marca de 555.768 cadastros.

No segmento BM & F (derivativos financeiros e de commodities) foram negociados 34.670.732 contratos no mês, com média diária de 1.650.987 contratos e giro financeiro de R$ 2,38 trilhões. O destaque do mês foi o mercado do Ibovespa Futuro, que saltou de 1.443.420 contratos negociados em setembro para 2.304.720 em outubro.

Ainda segundo o balanço mensal da BM & FBovespa, a participação dos Investidores estrangeiros no mercado de ações chegou a 33,67% do volume financeiro de outubro, acima dos 32,70% registrados em setembro. As pessoas físicas ocuparam a segunda posição, com 30,53%, ante 31,01% no mês anterior; os investidores institucionais ficaram com 24,80%, contra 25,90%; as instituições financeiras, com 8,99% em outubro, ante 8,20% em setembro.

O fluxo de capital de investidores estrangeiros no ano até outubro está positivo em R$ 32,887 bilhões, sendo R$13,735 bilhões em compras de ações em ofertas públicas e R$ 19,151 bilhões de saldo positivo das negociações em pregão. Apenas em outubro, o saldo de capital externo em transações no pregão está positivo em R$ 1,144 bilhão, resultado de vendas de R$ 51,134 bilhões e compras de R$ 52,279 bilhões.

A participação dos estrangeiros nas ofertas públicas de ações, incluindo IPO`s, representa 57,6% do total de R$ 23,849 bilhões captados nas operações encerradas até 4 de novembro.

(Téo Takar | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host