UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 18h40

Bovespa cai 0,54% e reduz ganho na semana para 4,75%

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo não sustentou o ritmo de alta verificado na semana e fechou o pregão em queda, em resposta ao aumento das incertezas no mercado externo sobre o ritmo de recuperação pós crise, tendo em conta um desemprego muito alto.

Depois de oscilar entre a máxima de 65.093 pontos e a mínima de 63.586 pontos, o Ibovespa fechou aos 64,446 pontos, com baixa de 0,54%. O giro financeiro ficou alinhado com o do último pregão, em R$ 5,783 bilhões. No acumulado desta semana, a bolsa alcançou ganho de 4,75%, levando o índice a uma alta de 71,68% no ano.

Desde a abertura dos negócios o índice indicou volatilidade. Meia hora depois da abertura na capital paulista, o índice caiu mais de 1%. A reação brusca veio com o aumento do desemprego nos EUA para uma taxa de 10,2% em outubro, ante expectativas de 9,9%.

Passado o susto, os agentes lá fora avaliaram outros dados e levaram em conta a desaceleração do ritmo de fechamento de vagas no país, calculado pelo indicador de folha de pagamento (payroll). No resumo, os dados acabaram se contrapondo, o que resultou em falta de rumo em Wall Street.

Essa ausência de tendência durou bastante tempo na bolsa paulista também, mas prevaleceu a ponta de venda nas horas finais. Kelly Trentin, analista de investimentos da corretora SLW afirma que os dados negativos lá fora não chegam a afetar diretamente as expectativas econômicas locais, mas o aumento de incertezas acaba induzindo a uma realização de lucros aqui no Brasil.

"Ainda somos dependentes do quadro externo. Notícias ruins lá fora acabam prejudicando aqui", disse. Entre os destaques desta jornada, estiveram os papéis das Lojas americanas, que lideraram a ponta de alta na bolsa, com aumento de 7,29% (R$ 12,95) por conta do resultado trimestral da empresa, que agradou os investidores.

Em contrapartida, sua controlada B2W viu baixa de 5,02% (R$ 50,10) em suas ações, o maior tombo do dia. "As despesas operacionais subiram muito e prejudicaram a margem Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações)", explica Kelly.

Entre os ativos de maior peso na carteira do Ibovespa, Petrobras PN recuou 0,96%, para R$ 36,05; Vale PNA caiu 0,69%, a R$ 41,61; Itaú Unibanco PN registrou queda 0,43%, para R$ 36,54; BM & FBovespa ON declinou 0,48%, para R$ 12,30; e as ações PN do Bradesco registraram baixa de 0,73%, a R$ 34,99.

(Bianca Ribeiro | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host