UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 16h38

British Airways tem prejuízo de US$ 466 mi e corta vagas

SÃO PAULO - A companhia aérea britânica British Airways (BA) anunciou nesta sexta-feira que encerrou o primeiro semestre fiscal, que terminou em setembro, com prejuízo antes dos impostos de 292 milhões de libras (US$ 466 milhões). O resultado veio pior do que o lucro de 52 milhões de libras registrados no mesmo período do ano passado. Nos seis primeiros meses do ano fiscal, a empresa verificou ainda um prejuízo operacional de 111 milhões de libras, ante o lucro 140 milhões de libras anteriormente verificados.

Em termos de receita, a BA acumulou 4,1 bilhões de libras, uma queda de 14% na comparação anual. Ao mesmo tempo, os custos da companhia no período recuaram 8,7%. "A aviação permanece em recessão com a IATA (associação internacional do setor) prevendo que a indústria vai perder US$ 11 bilhões neste ano", afirmou em nota o executivo chefe da empresa, Willie Walsh. Diante dos resultados, a companhia afirmou que irá demitir cerca de 3 mil funcionários até março de 2010, reduzir em 6% a capacidade para o inverno, além "realizar mudanças permanentes" na maneira com que leva seus negócios. A maioria da novas demissões deverá ocorrer fora do Reino Unido. "Com a receita da BA provavelmente vindo em 1 bilhão de libras menor neste ano, cortes de custos futuros são essenciais", afirmou o executivo. No ano fiscal de 2008-09, a BA registrou um prejuízo de 375 milhões de libras. Na ocasião, a empresa afirmou que os resultados haviam sido seriamente afetados pela alta nos preços dos combustíveis. (Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host