UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 17h08

Foco do Bradesco está no crescimento orgânico, afirma Trabuco

O Bradesco estabeleceu o crescimento orgânico como foco de suas operações, pois o sistema bancário nacional já está consolidado, na opinião do presidente da instituição, Luiz Carlos Trabuco Cappi. "O foco é orgânico e com diferenciação na logística de distribuição", afirmou, lembrando que a meta do banco é estar presente em 100% das cidades brasileiras - hoje são 95%.

Assim como diz não pensar em aquisições, o presidente do Bradesco descarta novas emissões de títulos no mercado internacional. "Não há nada no horizonte. Os bancos estão capitalizados e nosso índice de Basileia nos permite elevar o crédito em R$ 200 bilhões", disse Trabuco, em referência ao indicador que relaciona a capacidade de empréstimo de um banco ao valor de seu patrimônio.

E haverá demanda para aumentar a oferta de crédito, na visão do Bradesco. Segundo Trabuco, ocorrerá uma competição muito intensa entre os bancos no ano que vem, assim como crescerá o interesse pela tomada de recursos. "Antecipando o ciclo de 2010, já alongamos os prazos de linhas para pessoas físicas e jurídicas", comentou o executivo.

Com essas iniciativas, o banco pretende recompor participação de mercado depois do avanço de bancos públicos, que intensificaram a oferta de crédito durante o período mais grave da crise econômica. "Os bancos públicos eram mais adequados para essa atuação anticíclica." Segundo o executivo, o crescimento da carteira do Bradesco está em 11% em 2009 e pode superar 20% ao ano a partir de 2010 se a economia brasileira tiver taxas de expansão maiores que 5%.

Quanto ao câmbio, Trabuco comentou que é "evidente" que o real está sobrevalorizado, "o que é inevitável quando o país dá certo" e começa a atrair mais investimentos. Apesar de considerar transitória a taxação de 2% em aplicações estrangeiras em bolsa e renda fixa como instrumento para conter a valorização do real, o executivo disse confiar que o aumento das importações possa contribuir para segurar a moeda. Ele prevê o crescimento da compra de bens de capital e outros itens exigidos pelas grandes obras de infraestrutura previstas para os próximos anos.

O executivo participou hoje, juntamente com a cúpula do banco, do Bradesco Investor Day London 2009. O evento, realizado uma vez por ano, visa aproximar a instituição de acionistas e analistas, além de ser uma oportunidade para atrair novos investimentos.

(Paula Cleto | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host