UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 13h18

Lucro da Randon cai 55%, ainda sob os efeitos da crise

SÃO PAULO - A fabricante de implementos rodoviários Randon continua sofrendo com o efeitos da crise. A companhia encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido consolidado de R$ 26,9 milhões, um recuo de 55,6% ante o mesmo período do ano passado. A receita líquida consolidada somou R$ 594,6 milhões, sendo que no terceiro trimestre do ano passado a empresa tinha acumulado R$ 877 milhões. Já o lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) consolidado apresentou um declínio de 57%, para R$ 68,4 milhões. A empresa afirma que a economia brasileira está se recuperando e que as projeções são positivas. "É visível que esta melhora ainda não atingiu de forma representativa os negócios da Randon", ponderou, no entanto, a companhia em nota. No acumulado do ano até setembro, o lucro líquido da Randon ficou em R$ 98,2 milhões, ante R$ 182,3 milhões verificados no mesmo período do ano passado. A receita líquida, por sua vez, caiu 24%, para R$ 1,7 bilhão. A Randon controla oito empresas que atuam nos segmentos de implementos rodoviários, ferroviários, veículos especiais, autopeças, entre outros. A Suspensys Sistemas, de sistemas de suspensões, foi a controlada que mais gerou receita para a companhia, com R$ 120 milhões, e uma representação de 20,2% sobre a receita líquida. A controlada Fras-le, que se destaca na produção de freios, também chama atenção nos resultados, contabilizando vendas líquidas de R$ 112 milhões nos três meses até setembro, o que representa 18,8% na receita consolidada da Randon. No ano anterior, a participação somava 12,9%.

(Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host