UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/11/2009 - 19h23

Petróleo cai forte com desemprego maior nos EUA

SÃO PAULO - Os dados de desemprego nos Estados Unidos motivaram ordens de venda de contratos futuros de petróleo nesta jornada, com os preços caindo mais de US$ 2 por barril. Menos pessoas empregadas significa menor demanda por combustíveis, o que explica a queda das cotações.

O contrato de WTI negociado para o mês de dezembro em Nova York fechou com queda de US$ 2,19, a US$ 77,43. O vencimento para janeiro fechou a US$ 78,09, com desvalorização também de US$ 2,19. Em Londres, o barril de Brent para o mês que vem recuou US$ 2,12, para US$ 75,87. O vencimento para janeiro encerrou a US$ 76,62, com baixa de US$ 2,15.

O Departamento do Trabalho dos EUA revelou hoje que mais 190 mil vagas foram cortadas naquele país ao longo do mês passado, o que ajudou a levar taxa de desemprego para 10,2%, o maior nível desde 1983. Desde o início da recessão, já são 7,3 milhões de vagas a menos nos Estados Unidos.

Apesar da baixa desta sexta e da véspera, o petróleo acumulou leve valorização nesta semana. Vale lembrar que os estoques de óleo cru, gasolina e destilados dos EUA caíram na semana passada, quando os investidores esperavam elevação.

(Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host