UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/11/2009 - 11h47

DIs operam sem tendência nesta manhã na BM & F

SÃO PAULO - Os contratos de Depósitos Interfinanceiros (DIs) operam sem tendência firme nesta jornada. Gestores do segmento mencionam que são poucos os negócios sendo feitos nesta manhã. Com o giro fraco, os contratos oscilam em direções divergentes e com pequenas variações.

Há pouco, na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2011 apontava alta de 0,03 ponto percentual, a 10,16%. Janeiro de 2012 subia 0,01 ponto, a 11,51%. Janeiro 2013 operava estável, a 12,16%, enquanto o contrato de Janeiro de 2014 recuava 0,02 ponto, para 12,46% ao ano.

Na parte curta da curva, o DI com vencimento em janeiro de 2010 operava estável, a 8,64%. Julho de 2010 tinha alta de de 0,02 ponto percentual, para 9,05%.

A diferença de horário em relação à abertura das bolsas em Nova York também contribui para a falta de direção no segmento. Ainda assim, o diretor de gestão da Meta Asset Managenent, Henrique de La Rocque, avalia que o dólar e os dados industriais da semana passada devem continuar dando uma orientação de ligeira baixa para os DIs.

"O cenário mudou desde a semana passada, agora prevalece o cenário de manutenção dos juros nos níveis atuais até pelo menos o meio do ano que vem", diz.

Conforme dados divulgados hoje, o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) inverteu de mão em outubro e fechou o mês com queda de 0,04%, depois de ter avançado 0,25% em setembro. O dado surpreendeu, pois os analistas estimavam aumento de 0,10% a 0,17% para o período.

La Rocque observa, no entanto, que o indicador não tem tanto efeito sobre os papéis, embora possa contribuir para o conjunto de perspectivas a respeito da acomodação da inflação. Segundo ele, os agentes esperam o desempenho do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que será divulgado pelo IBGE na quarta-feira.

(Bianca Ribeiro | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host