UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/11/2009 - 14h30

Indústria de fundos deve seguir crescendo em 2010, prevê Anbima

SÃO PAULO - O ano de 2010 marcará a continuidade do crescimento da indústria de fundos no país. É o que acredita a Anbima, associação brasileira dos mercados financeiros e de capitais originada da união da Anbid com a Andima. "Este ano de 2009 foi uma grata surpresa. Acreditamos na continuidade deste crescimento", afirmou Robert John van Dijk, vice-presidente da entidade.

Para os investimentos de renda fixa em geral, a Anbima prevê o alongamento dos prazos, diante da normalização do mercado de capitais com a recuperação da economia. "Hoje já vemos operações de 5 a 6 anos. A expectativa é de que (o prazo) continue se alongando e que voltemos logo aos patamares anteriores à crise", disse Alberto Kiraly, vice-presidente da nova organização.

Também são boas, segundo o executivo, as perspectivas para a abertura de capital. "A tendência é o aumento dos IPOs no Brasil. O mercado se mostrou maduro e se estabeleceu como um mercado para IPOs de grande volume em 2009", comentou.

A Anbima crê que, no ano que vem, será verificada uma abertura no leque dos IPOs, que gradualmente irão em direção de menores volumes de operações. Todas as potencialidades do mercado de capitais, na opinião da entidade, só serão efetivas se houver a continuidade da redução das taxas de juros e se o governo tiver um compromisso com o exercício da política fiscal. "Esses são os principais desafios para o mercado de capitais em 2010", afirmou o presidente da Anbima, Marcelo Giufrida.

(Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host