UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/11/2009 - 16h22

IOF sobre aplicação estrangeira transfere negócios para NY, diz Anbima

SÃO PAULO - A taxação do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre os investimentos de estrangeiros em ações e títulos de renda fixa fará com que se reduza as operações no mercado de capitais brasileiro e aumente o volume de negócios em Nova York. A afirmação foi reiterada pelos executivos da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em evento de lançamento da nova entidade, que é fruto da união entre a Anbid e a Andima. "Nós discordamos que o IOF seja a solução para segurar o câmbio", afirmou Marcelo Giufrida, presidente da nova organização. Para ele, os efeitos colaterais da decisão do governo de taxar a entrada de dólares com o imposto podem mais que compensar os efeitos sobre o câmbio. O mercado secundário, na opinião da entidade, está sendo prejudicado, já que a medida tem encaminhado negócios para as ações de empresas brasileiras negociadas em Nova York, com o aumento no volume de negociação dos ADRs (recibos de ações), que se tornam mais competitivos. Dentre os piores efeitos colaterais da medida, na opinião do executivo, está o afastamento do investidor estrangeiro e a falta de confiança que as mudanças de normas gera, principalmente nos investidores de longo prazo, que estão "acostumados com a estabilidade das regras". Como alternativa à solução do governo para a valorização do real, a Anbima acredita na continuidade da política de acumulação das reservas e os investimentos em grandes projetos, como os de infraestrutura. Giufrida citou ainda a possibilidade de se taxar os investimentos na saída. "Seria melhor", disse. A medida já tinha sido criticada no mês passado por cinco entidades do mercado de capitais (além da Anbid e Andima, a Abrapp, Abvcap e Abrasca), que assinaram documento contra o imposto, alegando que ele "reduz a capacidade do mercado de capitais brasileiro de exercer seu papel mais fundamental, o de financiar o desenvolvimento". (Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host