UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/11/2009 - 15h00

Compras perdem força, mas Bovespa defende os 66 mil pontos

SÃO PAULO - O mercado de ações diminuiu o ritmo de ganhos, mas ainda defende o patamar de 66 mil pontos do Ibovespa. Após atingir a máxima de 66.708 pontos (alta de 0,75%), o principal índice de ações da bolsa paulista subia 0,1% há pouco, para 66.282 pontos.

Entre as ações de maior peso na carteira teórica do índice, a Petrobras PN tinha alta de 0,91%, para R$ 37,42, ajudando a sustentar o Ibovespa em terreno positivo. No sentido oposto, Vale PNA recuava 0,51%, a R$ 42,78. Por sua vez, a ação ON da BM & FBovespa declinava 1,25%, a R$ 12,56, enquanto a preferencial do Itaú Unibanco tinha alta de 0,56%, a R$ 37,56, e a ação PN do Bradesco subia 0,14%, a R$ 35,55.

Os negócios no Brasil acompanham o comportamento das bolsas americanas, onde o movimento de compras também perdeu força. Em Nova York, o Dow Jones mostrava valorização de 0,08% há pouco, chegando aos 10.234,73 pontos. No sentido contrário, o S & P 500 recuava 0,1%, a 1.091,99 pontos, enquanto o Nasdaq Composto cedia 0,2%, a 2.149,68 pontos.

No mercado de câmbio, o dólar comercial estava a R$ 1,707 para a compra e a R$ 1,709 para a venda, mostrando alta de 0,47%, ante as expectativas de novas medidas do governo para frear a depreciação da moeda americana. Na mínima da sessão de hoje, a divisa chegou a R$ 1,702. A máxima, até agora, foi de R$ 1,72. (Eduardo Laguna |Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host