UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/11/2009 - 17h41

Dólar resiste à barreira de R$ 1,70 e volta a subir

SÃO PAULO - O dólar comercial fechou passou por um ajuste de alta, demonstrando resistência em ultrapassar a barreira de R$ 1,70 os agentes acreditam que nesse patamar o mercado já teme novas medidas do governo para limitar a desvalorização da divisa americana.

No final dos negócios, o dólar comercial registrou alta de 0,94%, cotado a R$ 1,715 na compra e R$ R$ 1,717 na venda. Ontem a moeda havia caído 1,04% para 1,701. Em alta desde a abertura, a cotação máxima do dia chegou a R$ 1,72. Na "roda" de dólar pronto, a divisa subiu 0,93%, para R$ 1,716, com giro financeiro de US$ 202,5 milhões.

Flávio Serrano, economista-sênior do BES, destaca que além de o patamar de R$ 1,70 ser um piso psicológico, os agentes aproveitaram também o ajuste externo. O dólar voltou a se fortalecer em relação ao euro, após indicadores de confiança na Zona do Euro e na Alemanha apontarem cenário pior do que o esperado.

"O mercado sente alguma dificuldade em fazer apostas em um dólar menor que R$ 1,70", diz. Pedro Paulo Silveira, economista-chefe da Gradual corretora, concorda e afirma que a principal trava para sustentar o declínio tem a ver com o temor de que o ministério da Fazenda volte a baixar medidas para limitar a entrada de capital por aqui, a exemplo do IOF de 2% determinado para aplicações estrangeiras em bolsa e renda fixa.

Em termos fundamentalistas, entretanto, as influências para a moeda continuam sendo de baixa, devido à alta atratividade que o Brasil representa no cenário atual de liquidez internacional em meio a um processo gradual de recuperação da recessão nos países desenvolvidos.

(Bianca Ribeiro | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host