UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/11/2009 - 14h58

Consórcio com participação da Petrobras descobre petróleo em Angola

RIO - Um consórcio liderado pela Eni Angola e com participação da Petrobras descobriu petróleo em águas profundas angolanas. A descoberta ocorreu no Bloco 15/06, depois da perfuração do poço Cabaça Norte-1, a 350 quilômetros ao norte de Luanda. A Petrobras Internacional Braspetro B.V., subsidiária da Petrobras, tem 5% de participação no bloco. A empresa angolana tem 35% de participação na sociedade, que conta ainda com a SSI Fifteen Limited, com 20%; a Sonangol, com 15%; a Total, com 15%, a Falcon Oil Holding Angola, com 5%; e Statoil Angola Block 15/06, com 5%. O poço Cabaça Norte-1 foi perfurado em lâmina d'água de 500 metros e atingiu profundidade total de 2.830 metros. Segundo nota distribuída pela Petrobras, durante os testes de produção, o poço produziu acima de 6.500 barris de petróleo por dia.

Esse é o segundo poço perfurado com sucesso no Bloco 15/06. No dia 15 de outubro do ano passado foi anunciada a descoberta de petróleo no poço N'Goma-1, perfurado em lâmina d'água de 1.421 metros e profundidade total de 3.383 metros. O óleo encontrado nesse poço apresentou densidade de 22,5º API.

A Petrobras está presente em Angola desde 1979 e opera os blocos exploratórios 18/06, 6/06 e 26 no país. Além disso, participa como sócia não operadora dos blocos 2/85, 15/06 e 34.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host