UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/11/2009 - 09h16

IPCA sobe 0,28% em outubro e tem alta de 4,17% em 12 meses

SÃO PAULO - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou elevação de 0,28% em outubro, pouco acima da taxa de um mês antes, de 0,24%. No antepenúltimo mês de 2008, o indicador avançou 0,45%.

O levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) trouxe ainda que, no acumulado deste ano, o indicador aumentou 3,50%, inferior aos 5,23% apurados em igual período de 2008. Em 12 meses, o acréscimo foi de 4,17%, também menor do que aquele verificado nos 12 meses imediatamente anteriores (4,34%).

O resultado registrado em outubro ficou próximo da mediana das expectativas dos analistas consultados pelo Banco Central (BC), no Boletim Focus, de avanço de 0,29%.

"A maior contribuição do mês foi verificada nos combustíveis, que ficaram mais caros em 1,74% e colaboraram com 0,08 ponto percentual no índice de outubro, sendo 0,04 ponto do álcool e 0,04 da gasolina", informou o IBGE.

O organismo notou que consumidor passou a pagar, em média, mais 10,61% pelo litro do álcool e 1,06% pelo litro da gasolina. O aumento do álcool foi de 14,64% na região metropolitana de São Paulo, de 12,39% na região de Porto Alegre e de 10,33% em Curitiba.

O grupo Alimentação e Bebidas ainda teve deflação, mas o ritmo de queda desacelerou - marcou agora baixa de 0,09%, contra um recuo de 0,14% em setembro. Tiveram impacto nesse ramo o preço da cebola, das carnes, do açúcar refinado, do tomate e do leite pasteurizado.

Para cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados de 29 de setembro a 29 de outubro com aqueles vigentes de 29 de agosto a 28 de setembro. O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos e abrange nove regiões metropolitanas do país, além do município de Goiânia e de Brasília.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host