UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/11/2009 - 15h33

Bovespa firma queda em 0,84% e dólar sobe 0,92%, a R$ 1,738

SÃO PAULO - A exemplo do comportamento dos mercados internacionais, a bolsa paulista passa por um dia de realização de lucro após registrar forte volatilidade pela manhã. Mesmo com notícias positivas no mundo todo e perspectivas de novos estímulos de crescimento nos Estados Unidos, os agentes resolveram embolsar os ganhos acumulados até agora.

Instantes atrás, o Ibovespa marcava queda de 0,84%, aos 65.872 pontos, com giro financeiro de R$ 3.687 bilhões. O dólar comercial sobe 0,92% é negociado a R$ 1,736 para a compra e R$ 1,738 para a venda, na máxima do dia.

Entre os papéis de relevo negociados no Ibovespa, Petrobras PN caía 0,50%, para R$ 37,41; Vale PNA recuava 1,37%, a R$ 41,75; Itaú Unibanco PN perdia 0,15%, para R$ 37,79; BM & FBovespa ON declinava 2,12%, a R$ 12,42; e Bradesco PN se desvalorizava 0,63%, para R$ 35,46.

Agentes acreditam que o setor acionário também é prejudicado pelo dólar, que voltou a ganhar valor ante outras divisas, inclusive o real. Com o dólar mais caro, os preços de commodities tendem a cair, o que prejudica papéis ligados a produtos primários como petroleiras e mineradoras. "O mercado está revisando no curto prazo para depois retomar, mas o viés é de alta", diz Álvaro Bandeira, diretor da corretora Ágora. No segmento cambial, além da trajetória de valorização do dólar observada lá fora, os agentes estão mais preocupados com possíveis medidas adicionais do governo para limitar a desvalorização da divisa americana. Esse temor ganhou espaço após o especialista Emílio Garofalo ter ido para o Ministério da Fazenda como assessor da área de câmbio e comércio exterior.

(Bianca Ribeiro | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host