UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/11/2009 - 12h14

Alta das vendas do comércio será menor este ano, aponta IBGE

RIO - O crescimento do volume de vendas do comércio varejista dificilmente vai atingir este ano um aumento semelhante aos 9,1% observados no ano passado. A afirmação é de Reinaldo Pereira, economista da coordenação de comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que ressaltou que, depois de três trimestres, a alta do volume de vendas do varejo é de 4,7%.

" Não tem como (o volume de vendas) chegar aos 9,1% do ano passado " , afirmou Pereira.

O economista fez questão de ressaltar que, apesar de estar em um patamar inferior ao de 2008, o ritmo de crescimento das vendas este ano continua robusto. No terceiro trimestre, houve expansão de 5,3% no volume de vendas do comércio varejista, inferior aos 10,2% do período julho-setembro do ano passado.

" O comércio vinha crescendo há quatro anos a um ritmo próximo de dois dígitos. Sabíamos que, quando houvesse uma turbulência, o ritmo diminuiria " , destacou Nilo Lopes de Macedo, também economista da coordenação de comércio do IBGE.

Reinaldo Pereira fez questão de lembrar que a base de comparação com o terceiro trimestre do ano passado é elevada, uma vez que o período antecedeu o agravamento da crise internacional. Segundo ele, as condições macroeconômicas que mantêm o crescimento das vendas do varejo não foram alteradas.

" O emprego continua estável, a massa salarial cresce, a inflação está baixa, a inadimplência cai. Com isso, o comércio continua sendo beneficiado " , explicou Pereira.

O economista destacou também o incremento de 0,3% do volume de vendas na margem, na comparação com agosto. Este foi a quinta alta seguida na série com ajuste sazonal, o que significa uma alta acumulada de 3,5%.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host