UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

16/11/2009 - 20h26

Senado convidará Dilma e Lobão para explicarem causas do blecaute

BRASÍLIA - A Comissão de Infraestrutura do Senado aprovou hoje o convite a 20 pessoas para dar explicações sobre as causas do blecaute ocorrido na última terça-feira, que deixou 18 estados brasileiros e parte do Paraguai sem luz. Entre os convidados, estão os ministros Edison Lobão, de Minas e Energia, e Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil da Presidência da República.

O requerimento, de autoria do presidente da comissão, senador Fernando Collor (PTB-AL), pede a realização de duas audiências públicas para ouvir, além dos ministros, representantes do Ministério de Minas e Energia, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Tribunal de Contas da União (TCU), da Eletrobras, de Furnas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Também foram chamados o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, e o diretor-presidente da Aneel, Nelson Hubner. Na justificativa do requerimento, Collor afirma que o sistema elétrico tem sido alvo, na última década, de constantes questionamentos e que as audiências públicas visam a detectar a real falha e as devidas responsabilidades do apagão.

Segundo líderes da base aliada, o ministro Edison Lobão já havia se mostrado disposto a comparecer à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado para prestar esclarecimentos sobre o blecaute. Na manhã de hoje, os líderes governistas manifestaram a expectativa de que Lobão apresentasse ao Congresso informações conclusivas, esvaziando, com isso, o requerimento de convite a Dilma.

Mesmo sem o parecer técnico, que só ficará pronto no decorrer da semana, o ministro de Minas e Energia tem recebido informações a todo tempo dos dirigentes do Operador Nacional do Sistema Elétrico, responsável pelas investigações. Amanhã, no Rio de Janeiro, os especialistas envolvidos na investigação reúnem-se para concluir o parecer sobre as causas do blecaute. O documento será entregue aos dirigentes do órgão e ao ministro.

Assessores de Lobão informaram que, também amanhã, às 14 horas, o ministro tem reunião agendada com o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico que envolve dirigentes do ONS e da Aneel.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host