UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/11/2009 - 08h25

IGP-10 tem alta de 0,07% em novembro, mas recua 1,59% em 12 meses

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou leve alteração entre outubro e novembro, indo de 0,10% para 0,07% de avanço. No ano, porém, o indicador acumula variação negativa, de 1,62%, assim como nos 12 meses (-1,59%).

Os três componentes do indicador registraram uma moderação no ritmo de alta na passagem do mês passado para o atual, conforme o levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgado há pouco.

O Índice de Preços por Atacado (IPA), por exemplo, saiu de 0,09% no antepenúltimo mês de 2009 para 0,08% nesta pesquisa. Os produtos agropecuários, que tinham declinado 1,18% em outubro, mudaram de direção e verificaram aumento de 0,45% em novembro. Os produtos industriais apresentaram comportamento invertido - após um acréscimo de 0,50% no mês passado, marcaram agora deflação de 0,04%.

Dos três estágios de produção no atacado, somente os Bens Intermediários tiveram queda, de 0,03%. Os Bens Finais subiram 0,24% e as Matérias-Primas Brutas avançaram 0,04%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) teve expansão de 0,02% em novembro, seguindo alta de 0,11%. O grupo Alimentação aprofundou a tendência de baixa, partindo de 0,66% de declínio para 0,75% de recuo. Despesas Diversas mudaram de mão - abandonaram uma elevação de 0,68% em outubro para uma redução de 0,35% um mês depois. Dos produtos com maiores aumentos, apareceram tomate, cebola, batata-inglesa, álcool combustível e gasolina. Na ponta oposta, ficaram mais baratos o leite tipo longa vida, o mamão papaya, a manga, o limão e a carne moída.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) avançou 0,11% neste mês, depois de um crescimento de 0,20% em outubro. Materiais, equipamentos e serviços expandiram-se 0,11%, mesma taxa registrada pelo ramo Mão de obra.

O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência. O indicador é composto por 60% do IPA-10, 30% do IPC-10 e 10% do INCC-10.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host