UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/11/2009 - 16h40

Azul vê aquecimento do mercado e pode acelerar recebimento de aviões

RIO - A Azul planeja encerrar 2010 com uma frota de 21 aeronaves, mas não descarta que o crescimento da economia brasileira possa acelerar o ritmo de aquisição de jatos. Atualmente, a frota da companhia conta com 14 aviões da Embraer.

"Não sei, até pode, mas não acredito que seja menos (de 21 aviões na frota) frente ao que está acontecendo no mercado", frisou o diretor de Operações da companhia, Miguel Dau, quando indagado se o aquecimento do mercado poderia levar a empresa a acelerar o recebimento de aeronaves.

Dau também comemorou a taxa de ocupação de 87,16% registrada pela companhia em outubro, a mais alta entre as seis empresas que fecharam o mês com fatia de mercado superior a 1% nos voos domésticos. A segunda colocada neste grupo de companhias foi a OceanAir, com 73,02% de taxa de ocupação.

Questionado sobre o avanço da empresa - que opera desde dezembro do ano passado e voa para 16 cidades no Brasil - na participação de mercado, Dau ressaltou que a companhia não trabalha com uma meta a atingir. Em outubro, a Azul ficou no quarto lugar em participação, com 4,44%, atrás e TAM, Gol e Webjet. No ano, a média da companhia é de 3,64%.

"Estou focado na operação e na qualidade dos nossos serviços. A Azul não está atrás de market share. Ficar correndo atrás de market share tendo prejuízo é suicídio", frisou o executivo, destacando que a taxa de ocupação da companhia, nos dias de pico chegou a 94% em outubro. "Com essa média, todas (as rotas) estão bombando", acrescentou.

Dau também disse esperar um fim de ano tranquilo nos aeroportos. A única preocupação, segundo ele, vem de possíveis chuvas, por longos períodos, no Rio ou em São Paulo. "Aí é o imponderável. Mas acho que as autoridades de tráfego aéreo e as empresas estão preparadas para isso", disse.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host