UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/11/2009 - 18h23

Vendas diretas mostram crescimento de 17,8% no terceiro trimestre

SÃO PAULO - O setor de vendas diretas - formado por revendedores autônomos de produtos e serviços - registrou volume de negócios de R$ 5,791 bilhões no terceiro trimestre deste ano, uma alta de 17,8% sobre o mesmo período do ano passado. Em valores reais (descontando uma inflação acumulada de 4,3%), o crescimento foi de 13,5%, conforme levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (Abevd).

A entidade informou que 2,378 milhões de revendedores se envolveram em vendas diretas entre julho e setembro, 19,2% acima do número apurado um ano antes. As empresas do setor fecharam o trimestre com 3,476 milhões de revendedores cadastrados, incluindo aqueles que não realizaram pedidos no período, de acordo com a Abevd, que reúne 27 empresas de vendas diretas, como Avon, Natura e Hermes.

O levantamento ainda mostra que o número médio de produtos comercializados por revendedor recuou 5,1%, para 193,9 unidades no trimestre. A associação avalia que a queda reflete a chegada expressiva de novos revendedores, que, sem experiência, influenciam no nível de produtividade. Já no preço médio do produto vendido, houve uma alta de 4,2%, também na comparação anual, para R$ 12,60 no terceiro trimestre deste ano.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host