UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/11/2009 - 08h22

IGP-M aumenta 0,09% na segunda prévia de novembro

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,09% na segunda leitura de novembro, contra o 0,04% de um mês antes. Tanto os preços no atacado como no varejo registraram leve aceleração. No acumulado do ano, conforme a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M apresenta queda, de 1,48%. Em 12 meses, o recuo está em 1,61%.

Depois de um avanço de 0,02% na segunda medição de outubro, o Índice de Preços por Atacado (IPA) aumentou agora 0,09%. Os produtos agropecuários tiveram acréscimo de 0,71% e os produtos industriais caíram 0,11%. Na mesma parcial do mês passado, essas taxas foram negativa em 1,05% e positiva em 0,37%, respectivamente.

Dos integrantes do IPA, as Matérias-Primas Brutas cederam 0,01%. Em sentido contrário, os Bens Finais registraram elevação de 0,22% e os Bens Intermediários, de 0,04%.

Quanto ao Índice de Preços ao Consumidor (IPC), houve alta de 0,07% na segunda pesquisa de novembro, seguindo acréscimo de 0,03% de um mês antes. Alimentação diminuiu 0,38%, menos, contudo, do que a taxa verificada no levantamento de outubro (-0,96%). Essa redução no ritmo de baixa foi associada com o encarecimento de hortaliças e legumes.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que também compõe o IGP-M, teve leve alteração, indo de 0,13% para 0,12% de expansão entre a segunda prévia de outubro e a do mês seguinte. Materiais, equipamentos e serviços avançaram 0,09% e Mão de obra anotou ampliação de 0,15%.

O segundo decêndio do IGP-M compreende o intervalo entre os dias 21 do mês anterior e 10 do mês de referência. Vale notar que os três componentes do indicador - o IPA, o IPC e o INCC - têm ponderações respectivas de 60%, 30% e 10%.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host