UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/11/2009 - 18h00

Indústria química fará inventário de emissões de gases

SÃO PAULO - A menos de um mês para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em dezembro, em Copenhague (Dinamarca), o aquecimento global e a redução de emissões de gases poluentes na atmosfera entraram na pauta das indústrias químicas. Hoje, a Associação Brasíleira da Indústria Química (Abiquim) divulgou documento que pretende enviar ao governo federal para ser levado à reunião em Copenhague. De acordo com o presidente da associação, Nelson Reis, o evento da ONU não é o único objetivo do documento: " Queremos mostrar a nossa posição para a sociedade. " Segundo Reis, não há ranking para medir que tipo de indústria polui mais. " A indústria, em geral, é responsável por 8% das emissões. Estimamos que a indústria química emita aproximadamente 2% deste total, mas é impossível precisar quem polui mais ou quem polui menos pois os estudos sobre o tema são inexistentes " , afirmou.

No documento, a Abiquim - que agrega 85% das indústrias químicas do país - alerta para a importância do desenvolvimento de novas tecnologias cujo objetivo seja reduzir e até reverter o crescimento das emissões de gases de efeito estufa. " Acreditamos que esta não deva ser uma obrigação brasileira e, sim, de todos os países, que exista a cooperação global " , explicou o gerente de assuntos técnicos regulatórios da Abiquim, Marcelo Kos. " O Banco Mundial poderia fomentar estas novas tecnologias, criando uma linha de crédito especial para todos aqueles que queiram desenvolvê-las " , ressaltou.

Ainda segundo o texto, as empresas associadas conseguiram reduzir as emissões de poluentes em 32% entre os anos de 2003 a 2008. " É difícil propormos uma meta pois já reduzimos muito. Mas se conseguirmos que as emissões diminuam em 5% nos próximos dez anos já é muito bom " , informou Kos. No documento, a Abiquim se compromete a disponibilizar para a sociedade um inventário das emissões de gases estufa das indústrias químicas associadas.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host