UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/11/2009 - 12h46

Trichet defende retirada gradual de medidas para estimular economia

SÃO PAULO - A retirada das medidas emergenciais adotadas nos piores momentos da crise será feita de gradualmente, sustentou o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet.

Ele adiantou que qualquer medida não convencional cuja continuidade represente uma ameaça ao objetivo da estabilidade dos preços deve ser desfeita rapidamente e de maneira inequívoca.

"O tratamento emergencial e remédios fortes são necessários às vezes. Mas, se usados por um longo período, podem levar à dependência", destacou Trichet para justificar a necessidade de retirar, quando for oportuno, as medidas anticrise.

Trichet considerou que está preparado para declarar que a crise chegou ao fim e que o ânimo no sistema financeiro é de alívio. Destacou ainda que, em uma economia de mercado, não se pode dar apoio "extraordinário" ao setor bancário de forma "indefinida".

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host