UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 12h37

Enquanto Lula levanta candidatura de Dilma, FHC derruba Serra, diz CNT

BRASÍLIA - Ascensão da provável candidata governista Dilma Rousseff e de Aécio Neves, do PSDB, e clara queda na preferência do eleitorado pelo também eventual candidato do PSDB José Serra ao Palácio do Planalto em 2010 - esse é o cenário eleitoral trazido hoje pela pesquisa CNT/Sensus deste mês, que mostrou que Serra teria recuado cerca de 15 pontos percentuais em um ano.

O presidente da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), Clésio Andrade, tem a seguinte teoria: a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, aumenta nas intenções eleitorais toda vez que é exposta na mídia ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tem largo poder de transferência de votos. Cerca de 31,6% dos entrevistados votariam no candidato de Lula.

Já a virtual disputa de Serra pelo Planalto, conforme Andrade, está sendo atrapalhada pelo elevado índice de rejeição ao ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, também do PSDB.

" O apoio ostensivo de Fernando Henrique está puxando Serra para baixo " , observou o presidente da CNT. Na pesquisa realizada entre os dias 16 e 20 de novembro, a rejeição ao ex-presidente FHC ficou clara: 49,3% disseram que não votariam no candidato dele. " Agora, se FHC atrapalha ou ajuda o Aécio, é difícil dizer " , continua Andrade. O governador de Minas Gerais cresce como alternativa a Serra. Numa lista com Dilma, Ciro Gomes e Marina Silva, Aécio tem 14,7% das intenções de voto e é o terceiro, ante 25% de Ciro, 21,3% de Dilma e 7,3% de Marina. No cenário só com Dilma e Marina, Aécio subiu de 19,5% em setembro para 20,7%.

Pioraram os números para o governador de São Paulo. A pesquisa CNT/Sensus apontou que Serra sai de 46,5% em dezembro de 2008 para 31,8% agora. Já Dilma tem 21,7% das intenções de voto, numa lista com Serra, que cresceu perante os 10,4% que tinha em dezembro do ano passado. A ministra suplanta Aécio com 36,6%, enquanto o governador mineiro teria 27,9% concorrendo diretamente com ela.

A pesquisa mostra ainda que Ciro Gomes avança na disputa com Serra, indo de 16,7% na pesquisa de setembro para 27,2% no levantamento atual. Em igual período, Serra caiu de 51,5% para 44,1%. O levantamento sugeriu ainda algumas chapas. A mais aprovada foi a que une os dois pessedebistas Serra e Aécio como vice, com 35,8%. Dilma e o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, do PMDB, ficaria em segundo lugar com 23,9%; Ciro e o ministro do Trabalho Carlos Lupi (PDT) em terceiro, com 16,1% e Marina Silva com Guilherme Leal (presidente da empresa de cosméticos Natura), com 5,2%.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host