UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 13h31

Inadimplência das empresas tem menor alta no ano, mostra Serasa

SÃO PAULO - A inadimplência das pessoas jurídicas apresentou a menor elevação no ano, com avanço de 4,3% em outubro, ante o mesmo mês do ano passado, segundo revelou hoje a Serasa Experian. Sob a análise da instituição, desde junho a inadimplência das empresas se mostra em processo de desaceleração, e é motivada pelo "melhor quadro da inadimplência das pessoas físicas e a volta gradual do crédito às empresas, com juros mais baixos". Na comparação com setembro, o indicador de inadimplência mostrou alta de 0,8%, enquanto no acumulado do ano, houve um crescimento de 24,3%.

Segundo o levantamento, em primeiro lugar no ranking de representatividade das dívidas das empresas ficaram os títulos protestados, com participação de 41,6% no indicador, de janeiro a outubro, e valor médio com alta de 15,2%, para R$ 1.763,43. Em segundo lugar ficaram os cheques sem fundo, com 38,8% de participação, valor médio de R$ 1.621,91 e alta de 23,9%. Já as dívidas com bancos representaram 19,6% da inadimplência no período e verificaram crescimento de 3,9% no valor médio, que foi para R$ 4.568,14. Os analistas do Serasa explicaram ainda que as empresas exportadoras ainda são as que ainda encontram maior dificuldade financeira "por causa da valorização do real ante outras moedas, e pela queda da demanda externa, em virtude da recessão e do baixo crescimento nas grandes economias".

Para o final deste ano, a expectativa da instituição é de continuidade no processo de desaceleração da inadimplência das empresas, em decorrência da economia mais aquecida no país.

(Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host