UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 08h50

Lula diz que momento é bom para diálogo entre países do Oriente Médio

BRASÍLIA - Ao comentar as reuniões com líderes do Oriente Médio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que sonha com "um jogo da paz" na região - seria a seleção brasileira contra um time misto de palestinos e israelenses.

No início do mês, o presidente de Israel, Shimon Peres, esteve no Brasil para uma visita de três dias. Já o líder da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, chegou ao país na sexta-feira passada. Hoje, Lula recebe o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e encerra a primeira etapa de um ciclo de articulações em busca da paz no Oriente Médio - que começou no final do ano passado. Para Lula, o momento é propício para estabelecer o diálogo por conta da capacidade de negociação do governo brasileiro.

"Poucos países têm a primazia de, em 15 dias, receber o presidente Shimon Perez, o presidente Mahmoud Abbas e o presidente Ahmadinejad. São três países que estão envolvidos em conflito e que têm muita responsabilidade pela paz no Oriente Médio", disse, no programa semanal Café com o Presidente.

Lula lembrou que a divergência entre os três países é histórica. "Não adianta isolar as pessoas", afirmou, ao destacar que é preciso estabelecer uma política séria de negociação para que se possa acreditar que é possível estabelecer a paz na região.

O presidente confirmou sua visita a Israel, ao Irã e à Palestina em março do ano que vem e disse que aguarda apenas retorno dos três líderes para estabelecer uma data. "Tenho uma tese de que não é possível que não se encontre um caminho para fazer a paz. Achamos que é preciso envolver outros países, outros atores, outros negociadores, para que a gente possa tentar discutir a paz de verdade." Ele pediu também que o Irã não seja deixado de lado nas negociações de paz e cobrou da Organização das Nações Unidas (ONU) maior intervenção nos conflitos do Oriente Médio.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host