UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 12h41

Para diretor-gerente do FMI, economia global continua frágil

SÃO PAULO - A economia global está em recuperação, mas ainda é muito vulnerável, avaliou o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, em evento em Londres.

Ele acredita que os países com economias mais avançadas permanecem particularmente frágeis, ainda dependentes de uma política de estímulo. "As condições financeiras melhoraram, mas estão longe da normalidade", disse.

O representante do FMI observou que há sinais de volta da confiança, mas o sistema bancário em muitas economias avançadas está descapitalizado. Do lado do consumidor, emendou, o quadro financeiro fraco e o alto desemprego vão afetar o consumo por algum tempo. Além disso, os grandes déficits públicos adicionam vulnerabilidade.

Para Strauss-Kahn, ainda é muito cedo para uma retirada geral das políticas acomodatícias do setor financeiro, monetário e fiscal. "Tal saída deve esperar a recuperação sustentada na demanda privada bem como uma sólida estabilidade financeira", defendeu.

"Com uma saída breve, você mata a recuperação. Com uma saída tardia, você planta as sementes da próxima crise", comentou. "Recomendamos errar pelo lado da cautela, uma vez que uma retirada das medidas muito cedo será mais custosa do que muito tarde", complementou.

O titular do Fundo destacou ainda que, fora regras melhores, há a necessidade de uma melhor aplicação das regras, o que significa ampliar a supervisão e a capacidade de supervisão.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host