UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/11/2009 - 17h29

Após duas sessões, dólar volta a subir e fecha a R$ 1,735

SÃO PAULO - Após ensaiar mais um dia de baixa, o dólar comercial retomou a trajetória de alta em meio a um cenário de desvalorização tanto nos contratos de commodities como nas principais bolsas de ações do mundo. A divisa encerrou a sessão em alta de 0,41%, a R$ 1,7330 para compra e a R$ 1,7350 para venda, após oscilar entre a mínima de R$ 1,7230 (queda de 0,29%) e a máxima de R$ 1,7370 (alta de 0,52%). Com isso, a moeda interrompeu duas sessões seguidas de perdas em relação ao real.

Segundo alguns analistas, os indicadores desfavoráveis divulgados nos Estados Unidos reforçaram a necessidade de cautela entre os agentes, que já vêm operando na expectativa de novas medidas do governo para conter a desvalorização do real.

Paulo Petrassi, sócio-gestor da Leme Investimentos, afirma que a revisão para baixo do crescimento do PIB norte-americano e notícias sobre maior controle às liberações de crédito na China provocaram aversão ao risco externo, puxando a moeda norte-americana para cima.

Por sua vez, Vladmir Caramaschi, estrategista-chefe do Crédit Agricole, atribui aos números do setor externo no mês de outubro - divulgados hoje pelo Banco Central - o comportamento do câmbio. Segundo ele, tanto o déficit de US$ 2,911 bilhões nas transações correntes como o investimento estrangeiro direto da ordem de US$ 1,563 bilhão ficaram aquém das expectativas do mercado e pressionaram a taxa cambial. " Os dois resultados favoreceram uma valorização " , afirma Caramaschi, que ainda relaciona a alta de hoje ao movimento de desvalorização das commodities.

Hoje, o Banco Central (BC) interveio no mercado de câmbio durante a tarde, com leilão para compra de dólares no mercado à vista em que a taxa de corte foi de R$ 1,7331. A operação teve inicio às 15h01 e foi encerrada às 15h11. (Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host