UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/11/2009 - 15h36

BC projeta déficit de US$ 3,4 bi na conta corrente externa este mês

BRASÍLIA - O Banco Central (BC) projeta déficit de US$ 3,4 bilhões na conta corrente externa em novembro, depois de fechar outubro com o resultado negativo de US$ 2,91 bilhões, cerca de US$ 1 bilhão acima do esperado pela autoridade monetária.

Para o chefe-adjunto do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, o crescimento das deficiências nas transações correntes está "associado ao aumento da atividade econômica e da renda, que puxa a demanda pela importação de bens de consumo e de capital." Ele explicou ainda que o resultado negativo previsto para este mês, apesar do valor elevado, "tem totais condições de financiamento". Maciel deu como exemplo o investimento externo direto, já ingressado no montante de US$ 800 milhões até o último dia 18 e com previsão para situar-se ao redor de US$ 1 bilhão.

Também do lado dos ingressos, US$ 2,25 bilhões foram contabilizados para ações e renda fixa no mesmo intervalo. Outro ponto favorável, citou o técnico do BC, é a elevação da taxa de rolagem. Por conta da crise de liquidez global, as entidades brasileiras estavam com dificuldades para refinanciar seus empréstimos no estrangeiro.

No ano até outubro, a taxa acumulada estava em 88%, com a previsão do BC de fechar em 75% em dezembro. Mas neste mês, subia a 223% até o dia 18, segundo informou Maciel, com 368% para a colocação de papéis e 130% para empréstimos de médio e longo prazo do setor privado.

Do lado das saídas de dólares, em lucros e dividendos já foram remetidos US$ 1,4 bilhão neste mês, valor próximo a US$ 1,89 bilhão das remessas de outubro. Os juros pagos ao exterior em novembro até o dia 20 somam US$ 252 milhões, ante US$ 629 milhões do mês passado, acumulando US$ 7,48 bilhões nos primeiros 10 meses do ano.

Também as despesas com viagens internacionais voltaram a crescer, acumulando déficit de US$ 4,38 bilhões até outubro, volume bem próximo aos menos US$ 4,95 bilhões de período igual de 2008. Neste mês, o saldo das viagens está negativo em US$ 400 milhões até o dia 20, informou o BC.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host