UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/11/2009 - 08h27

Com maior apetite por risco, Ibovespa subiu e dólar cedeu ontem

SÃO PAULO - Diante de um ambiente de maior apetite por riscos pelos investidores, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e o dólar fecharam em direções opostas na sessão de ontem. O mercado de ações pegou carona na valorização dos índices acionários americanos e das commodities e encerrou o pregão de segunda-feira em alta de 0,73%, com o Ibovespa marcando 66.809 pontos. Na máxima do dia, o principal índice de ações da bolsa alcançou os 67.365 pontos (alta de 1,56%).

Por sua vez, o dólar comercial chegou a cair para R$ 1,718, na mínima do dia, mas diminuiu o ritmo de perdas e encerrou a segunda-feira a R$ 1,7280 para a venda e R$ 1,7260 para compra, com uma desvalorização de 0,23%.

O mercado reagiu à combinação de dados positivos no setor imobiliário dos Estados Unidos, melhores perspectivas para a economia do país e declarações de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) poderá prolongar o programa de compras de ativos lastreados em hipotecas. Além disso, a valorização do petróleo ajudou a estimular as compras das ações dos produtores de matérias-primas. Na Bolsa Mercantil de Nova York, o contrato do barril WTI com vencimento em janeiro de 2010 chegou a US$ 77,56, após atingir a máxima de US$ 79,92. Em Londres, o Brent fechou em US$ 77,46 no contrato com vencimento em janeiro. Influenciaram o desempenho os exercícios militares realizados pelo Irã em defesa de suas instalações nucleares, o que traz receios sobre a oferta da commodity.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host