UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/11/2009 - 07h58

Dutra larga na frente para vencer em 1º turno em eleição do PT

BRASÍLIA - A apuração parcial das urnas na eleição interna do PT indica a liderança do ex-senador e ex-presidente da Petrobras José Eduardo Dutra na disputa pela presidência do partido. Até o fechamento da edição do Valor, com 41,30% dos votos apurados, Dutra estava com 54,5% dos votos, vencendo em primeiro turno. Em segundo lugar, aparecia o deputado José Eduardo Cardozo (SP), com 19,7%. A vitória do candidato da tese "O Partido que Muda o Brasil", se confirmada, significará a recomposição do grupo ligado ao ex-ministro José Dirceu, que comandou o partido até o escândalo do mensalão, e a retomada da participação na Executiva Nacional de integrantes afastados da cúpula partidária em 2005. A nova direção do PT será a responsável pela condução da campanha da ministra Dilma Rousseff na disputa pela Presidência, em 2010. O resultado parcial divulgado na noite de ontem indicava Geraldo Magela em terceiro lugar, com 12,2% dos votos apurados, seguido por Iriny Lopes, com 11,9%, Markus Sokol, com 0,9% dos votos e Serge Goular, com 0,7%. Até às 19h42, foram computados 203.719 votos. Os dados divulgados pelo PT ontem, até o fechamento desta edição, não permitiam comparar a participação dos filiados em relação às eleições passadas. A estimativa do partido na tarde de ontem era de que cerca de 35% dos eleitores teriam votado, algo em torno de 470 mil do total de 1,35 milhão filiados aptos a participar. Em 2005, quando houve uma intensa mobilização dos filiados na votação após o escândalo do mensalão, 38% dos filiados aptos votaram. Dois anos depois, a participação de petistas aumentou para 42%. A apuração nos maiores colégios eleitorais ainda não tinha chegado à metade. São Paulo, por exemplo, tinha apurado cerca de 35% dos votos; Bahia , 26,3% Rio, 26,6% e Minas, 39,1%. A eleição interna realizada pelo PT no domingo definiu não só os novos dirigentes municipais, estaduais e nacional, como também qual será a participação das diferentes tendências na direção partidária e o número de delegados de cada tese que participará do Congresso do PT, em fevereiro. No Congresso, o partido definirá a política de alianças para 2010 e as diretrizes para o programa de governo. A apuração parcial indicava a predominância do antigo Campo Majoritário. O grupo de Dutra estava com 50,8% dos votos, e, ao compor com outras teses poderá chegar a 60% das vagas na direção do partido. O partido planeja divulgar hoje os vitoriosos nas disputas internas. A expectativa na direção petista é que a disputa nacional não vá ao segundo turno. Segundo os dados divulgados ontem, Dutra sucederia o atual presidente do partido, deputado Ricardo Berzoini (SP). Dutra foi líder sindical e dirigente nacional da CUT. No Congresso, foi senador e líder da bancada petista, em oposição ao governo do tucano Fernando Henrique Cardoso. No governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presidiu a Petrobrás e a BR Distribuidora. Na chapa eleita com Dutra estão o ex-ministro José Dirceu, a ex-deputada Angela Guadagnin, e do presidente da CUT, Artur Henrique da Silva Santos.

(Cristiane Agostine | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host