UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

24/11/2009 - 14h42

Rhodia tem "planos fortes" para etanol e vai às compras

SÃO PAULO - Com a estratégia de caminhar na direção da autossuficiência do abastecimento energético, a Rhodia quer investir no etanol e planeja aquisições no setor. A confirmação foi feita hoje pelos executivos da empresa, presentes em São Paulo, para comemoração dos 90 anos da companhia no Brasil. "O etanol é sem dúvida um dos principais eixos de desenvolvimento da Rhodia no Brasil nos próximos anos", afirmou Jean-Pierre Clamadieu, executivo-chefe mundial da Rhodia. "Temos muitos planos para o setor. Na saída da crise estão surgindo oportunidades de aquisições, que vão completar nossos negócios", completou o executivo.

A multinacional do setor químico hoje é a maior compradora de etanol para fins industriais do país e compra o biocombustível via contratos de longo prazo de grandes empresas do setor, como da usina Guarani e de usinas da Copersucar. A ideia da empresa agora é realizar aquisições para o suprimento de etanol para a geração de energia proveniente da biomassa e abastecer a empresa do produto para fins químicos. "Os preços baixos dos ativos propiciam um bom momento para esse tipo de movimento", afirmou Marcos de Marchi, presidente da Rhodia para América Latina. Segundo o executivo, a empresa tem capacidade financeira para tanto e tem resultados sólidos para atrair crédito caso haja a necessidade. "Não temos nada concreto agora, mas não podemos demorar, pois os ativos vão se valorizar com a recuperação das economias", sugeriu de Marchi ao Valor.

Segundo revelou o Valor na semana passada, a unidade de agroenergia da Rhodia tem interesse de adquirir duas usinas do grupo Equipav, que também estão sendo disputadas pela VREC (Vital Renewable Energy Company) e por empresas tradicionais do setor sucroalcooleiro, como a Bunge e a Cosan. (Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host