UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/11/2009 - 15h46

Governo prorroga redução de IPI para construção até junho de 2010

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, também anunciou há pouco a prorrogação, até o fim de junho de 2010, da redução do Imposto sobre Produção Industrial (IPI) para materiais de construção civil.

Segundo o ministro, a renúncia fiscal com a medida será no valor de R$ 686 milhões. O setor vem sendo beneficiado com redução tributária desde junho deste ano. Além do IPI, materiais de construção também receberam desoneração de outros tributos.

A medida beneficia os principais itens da construção civil, como cimento, tintas, argamassas, ladrilhos, revestimentos, vergalhões, fechaduras, dobradiças, chuveiros, grades de aço, pias, louças de banheiro, entre outros.

Ontem, Mantega prorrogou o IPI reduzido para o setor automotivo. Hoje, brincando, o ministro disse que seria "o último anúncio de redução tributária da semana. Na semana que vem, não sei." O ministro justificou ainda que a desoneração da contribuição previdenciária da folha de pagamentos das empresas, o que beneficiaria a todos os setores da economia, só será avaliada pelo governo em 2010. Ele justificou que, neste ano, a crise financeira global prejudicou a adoção da medida, porque o governo teve redução forte na arrecadação. Segundo ele, para cada 1% de redução, o governo perde R$ 4 bilhões em receita por ano.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host