UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/11/2009 - 13h40

Temores sobre calote em Dubai derrubam bolsa

SÃO PAULO - Após marcar ontem o maior patamar do Ibovespa em 17 meses, o mercado de ações tem um dia de realização de lucro e perde o patamar de 67 mil pontos reconquistado na última terça-feira. Puxado pelo desempenho negativo de blue chips ligadas a commodities, siderurgia e setor bancário, o Ibovespa marcava queda de 2,05% há pouco, em 66.522 pontos. O principal índice de ações da bolsa está em terreno negativo desde a abertura da sessão, chegando a cair para a mínima de 66.497 pontos (queda de 2,09%).

O feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos limita o movimento financeiro na bolsa, que somava R$ 1,653 bilhão há pouco. No mercado de câmbio, o dólar comercial subia 1,27%, a R$ 1,7460 para compra e a R$ 1,7480 para venda, apesar da intervenção do Banco Central, que comprou dólares a R$ 1,738 em leilão no início da tarde.

O mau humor reflete os temores sobre um default (calote) em Dubai, após a notícia de que a estatal Dubai World pedirá mais tempo para honrar seus compromissos com credores, o que trouxe de volta os receios sobre o sistema financeiro.

Pedro Galdi, analista da SLW, diz que a maior preocupação reside na possibilidade de exposição dos bancos europeus a esse passivo. " A expectativa era de um mercado sem muita direção (com o feriado nos Estados Unidos), mas a notícia vinda de Dubai acabou pesando nas bolsas da Europa e nos mercados futuros nos Estados Unidos " , diz Galdi.

O analista afirma, no entanto, que o dia é de fraco movimento na bolsa paulista e o volume de negócios dificilmente ultrapassará os R$ 4 bilhões até o encerramento da sessão.

Entre os papéis de maior liquidez na bolsa, a preferencial da Petrobras recuava 1,82% há pouco, a R$ 38,73, em linha com a desvalorização do barril de petróleo. Por sua vez, Vale PNA cedia 2,23%, a R$ 42,40, enquanto o papel PNA da siderúrgica Usiminas perdia 2,13%, a R$ 50,40. Também recuam a ação ON da CSN (queda de 1,81%, a R$ 58,45), e a preferencial da Gerdau (baixa de 2,63%, a R$ 27,75).

No setor financeiro, centro das atenções dos agentes nesta sessão, o papel preferencial do Itaú Unibanco caía 3,06%, para R$ 37,60, e a ação PN do Bradesco recuava 2,44%, a R$ 35,46. Por sua vez, a ação ON do Banco do Brasil mostrava declínio de 1,88%, a R$ 30,25.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host