UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 15h32

Ibovespa sustenta recuperação e chega a subir 0,85%

SÃO PAULO - As compras seguem predominando na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e os investidores conseguem minimizar as perdas de ontem, quando o Ibovespa fechou a sessão em queda de 2,25%.

Há pouco, o principal índice de ações da bolsa paulista subia 0,54%, aos 66.751 pontos, após alcançar a máxima de 66.953 pontos (valorização de 0,85%) e a mínima de 65.737 pontos (queda de 0,99%). O movimento financeiro, contudo, é limitado, somando R$ 2,887 bilhões.

Os ganhos das blue chips ligadas a commodities ajudam a sustentar o índice em terreno positivo. A ação preferencial da Petrobras subia 0,41%, a R$ 38,61, apesar da desvalorização do petróleo em Nova York. Por sua vez, o papel PNA da Vale avançava 0,25%, a R$ 42,59. Também em alta, a ação ON da BM & FBovespa tinha valorização de 1,12%, a R$ 11,71.

No setor bancário, o papel PN do Itaú Unibanco subia 0,02%, a R$ 37,53, e a preferencial do Bradesco tinha elevação de 0,05%, a R$ 35,56.

Em Wall Street, as bolsas operam em baixa na reabertura dos negócios após o feriado de Ação de Graças. Como reflexo dos temores sobre a possibilidade de um calote em Dubai, o Dow Jones cedia 1,41%, a 10.316,95 pontos, enquanto o S & P 500 recuava 1,63%, a 1.092,55 pontos, e o Nasdaq Composto perdia 1,5%, a 2.143,38 pontos.

Contudo, o comportamento da bolsa brasileira hoje está mais próximo do ajuste visto nas praças acionárias europeias, que tiveram um dia de recuperação. Em Londres, o FTSE-100 subiu 0,99%, enquanto o CAC-40, de Paris, teve alta de 1,15%. Em Frankfurt, o DAX mostrou valorização de 1,27%.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host