UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 08h24

IGP-M, que reajusta aluguéis, encerra novembro com alta de 0,1%

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado para reajustar contratos de aluguel, subiu 0,10% em novembro, o dobro da taxa apurada um mês antes, de 0,05%. Os preços no atacado tiveram alta mais marcada, com encarecimento dos produtos agropecuários. Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV).

Os agentes consultados pelo Banco Central (BC) no último Boletim Focus aguardavam elevação de 0,15% para o IGP-M deste mês. No ano, contudo, o indicador registrou baixa de 1,46%. Em 12 meses, houve declínio de 1,59%.


Respondendo por 60% do índice geral, o Índice de Preços por Atacado (IPA) subiu 0,08%, seguindo acréscimo de 0,04% em outubro. Os produtos agropecuários aumentaram 0,74%, invertendo a tendência apurada no antepenúltimo do mês de 2009, quando caíram 0,92%. Os produtos industriais mostraram comportamento inverso - saíram de um acréscimo de 0,35% para uma redução de 0,14%.

Dentro do IPA, os Bens Finais ampliaram-se 0,39% e as Matérias-Primas Brutas apresentaram expansão de 0,05%. Em sentido contrário, os Bens Intermediários marcaram deflação de 0,18% em novembro.

A FGV apontou ainda que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que responde por 30% do IGP-M, teve incremento de 0,14% neste mês, depois de alta de 0,03%. O grupo Alimentação registrou um abrandamento no ritmo de queda (-1,08% para -0,11%) devido ao impacto dos preços das hortaliças e legumes e das frutas.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), representativo de 10% do indicador geral, foi de 0,13% em outubro para 0,18% um mês depois. Materiais, equipamentos e serviços subiram 0,16% e Mão de obra apresentou elevação de 0,21%. Vale notar que o IGP-M, usado na correção de tarifas de energia e de boa parte dos aluguéis, é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host