UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 14h05

Máxima faz oferta por 0,05% do capital da Ideiasnet

SÃO PAULO - A corretora Máxima registrou ontem, na BM & FBovespa, uma intenção de compra de até 0,05% do capital da Ideiasnet, a R$ 5,50 por ação. Trata-se de uma interferência compradora no leilão pelas ações da Ideiasnet que será realizado no próximo dia 30, por um grupo de cinco investidores e três conselheiros da empresa. O preço dessa proposta é 5,17% maior do que a oferta inicial desse grupo de investidores - de R$ 5,23. Entretanto, a primeira oferta é para até a totalidade dos papéis da empresa, enquanto essa nova é apenas para 0,05% do capital (e não 49,7%, como publicado hoje no jornal Valor, por um erro de edição).

Para se ter uma ideia da dimensão das operações, a oferta do grupo de investidores e conselheiros da Ideiasnet pode chegar a R$ 526 milhões. Já o gasto mais elevado que o investidor por trás da Máxima pode ter é de R$ 275 mil. No fim de outubro, o presidente do conselho de administração da Ideiasnet, Carlos Pedroza Aguinaga, o conselheiro Arthur Andrade Correia e o suplente Lars Fuhrken-Batista se afastaram da companhia, anunciando a intenção de organizar um grupo de investidores para adquirir a empresa. Em seguida, soube-se que os compradores seriam Centennial Asset, do empresário Eike Batista, Hankoe, Mercatto, Total Return Investment e Gustavia Investors.

Na época, circulavam rumores de mercado sobre um possível interesse de Batista na Ideiasnet, em função do aumento consecutivo de participações pela Centennial. A gestora já possui 8,4% do capital da empresa.

Por conta desses comentários, a oferta do empresário e do grupo com ele reunido já chegou desatualizada. Quando foi lançada, já era inferior ao preço do papel em bolsa. Contudo, o edital da oferta prevê o aumento de preços durante o leilão. Na bolsa, as ações encerraram o pregão de ontem a R$ 5,40 - equivalente a um valor de mercado de R$ 543 milhões para a Ideiasnet. Desde outubro, as ações da Ideiasnet começaram a subir na Bovespa. A companhia encerrou setembro avaliada em aproximadamente R$ 400 milhões. Quem quiser vender as ações no leilão de segunda-feira, dia 30, precisa se habilitar em uma corretora até hoje, às 18 horas. Depois disso, na própria segunda, têm até as 12 horas para registrar no sistema eletrônico da bolsa sua decisão de venda.

Quem aderir ao leilão a R$ 5,23 automaticamente venderá pelo maior preço que eventualmente surgir na hora. No caso de uma nova proposta não ser para todas as ações registradas, será feito o rateio automático na proporção dos vendedores registrados.

(Graziella Valenti | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host