UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 11h56

Plano de demissão voluntária da Nossa Caixa pode atingir 4.000 pessoas

SÃO PAULO - Segunda-feira começa o prazo para que os funcionários da Nossa Caixa decidam seu futuro dentro da nova casa, o Banco do Brasil, que adquiriu a instituição paulista. Em relatório divulgado ontem para clientes, a equipe de análise da BES Securities diz que a expectativa da instituição federal é que cerca de 30% da força de trabalho do banco paulista, o equivalente a 4.000 funcionários, escolha o plano de demissão voluntária (PDV), segundo informações passadas pelo próprio BB em reunião com analistas e investidores nos dias 23 e 24, em Brasília.

Procurados, o Banco do Brasil e a Nossa Caixa disseram não haver previsão para o número de adesões ao PDV, mas afirmaram que o total de funcionários habilitados para o plano seria de 3.500.

O PDV não oferece nenhuma vantagem além das exigências das leis trabalhistas. A tendência é que os cargos estratégicos sejam ocupados por executivos do Banco do Brasil e não da Nossa Caixa. Além do PDV, os atuais funcionários da Nossa Caixa podem escolher entre aderir ao plano de carreira do BB ou permanecer com o plano que já possuem. Com todo o processo de integração entre os funcionários, que já está em fase final, o banco espera atingir algo em torno de R$ 35 milhões por mês com os chamados ganhos de sinergia. Há a expectativa de que a mudança traga impactos positivos para as despesas de pessoal, mas o banco não divulgou suas previsões. Ainda assim, segundo relatório da equipe de análise da BES Securities, mesmo com o ganho mensal em sinergia, o BB espera crescimento na linha de despesas de pessoal e administrativas em função das recentes aquisições de outros bancos.

Já o índice de eficiência deve melhorar, continua o texto da BES Securities, como resultado de uma maior rentabilização dos produtos e serviços sob a atual base de clientes inclusive com ganhos maiores de tarifas. Esta melhora da rentabilização é esperada para os anos de 2010 e 2011, podendo gerar um ganho de R$ 6 bilhões na margem de contribuição, diz o texto da BES.

Os dois bancos também devem iniciar o processo de integração da rede de agências. O plano é que entre 30 e 40 agências migrem a cada fim de semana e todo o processo deve ser concluído até meados de 2010.

No terceiro trimestre, com o processo de incorporação, a Nossa Caixa reverteu o prejuízo de R$ 139,6 milhões do segundo trimestre do ano e fechou setembro com lucro líquido de R$ 354,3 milhões, cinco vezes maior do que o ganho obtido um ano antes, de R$ 70 milhões. A carteira de crédito avançou 68% no ano.

(Fernando Travaglini | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host