UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/11/2009 - 16h47

Dólar comercial segue em baixa, valendo R$ 1,72

SÃO PAULO - Sem mudança de cenário, os negócios no mercado de câmbio local continuam descolados do sinal de externo negativo, onde a tomada de posição é determinada pela preocupação com a capacidade de financiamento dos países europeus.

O assunto por aqui é a formação Ptax (média das cotações ponderada pelo volume) que liquidará os contratos futuros. Como a taxa é formada pela manhã, agora à tarde não é descartada alguma mudança de rumo no mercado. Será liquidado o dólar com vencimento em dezembro e a referência passa a ser o dólar para janeiro, que desde ontem já concentra a liquidez na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F).

Por volta das 14 horas, o contrato para dezembro tinha leve baixa de 0,08%, a R$ 1,718, enquanto o dólar para janeiro marcava estabilidade a R$ 1,732.

No mercado à vista, o dólar comercial caía 0,23% a R$ 1,720 na venda. Depois de fazer máxima a R$ 1,727 e mínima a R$ 1,715.

De volta ao mercado futuro, pelos últimos dados disponíveis, referentes ao pregão de segunda-feira. Bancos e estrangeiros seguiam vendidos em dólar futuro, posição que se beneficia da queda no preço do dólar.

O estoque vendido do não residente estava em US$ 4,07 bilhões e o dos bancos somava US$ 2,98 bilhões. Considerando também a posição em cupom cambial (DDI - juro em dólar) o quadro é diferente. Os bancos aparecem comprados em US$ 7,26 bilhões e os estrangeiros vendidos em US$ 12,33 bilhões. Olhando agora o câmbio externo, o euro tomou um pouco de fôlego e voltou a ser negociado acima de US$ 1,30, ainda assim tal preço é o menor em cerca de dois meses.

(Eduardo Campos | Valor)
Hospedagem: UOL Host