UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/11/2009 - 16h27

Miguel Jorge descarta prorrogação de IPI sobre bens de capital

BRASÍLIA - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, informou hoje que o governo não pretende prorrogar o desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) concedido ao setor de bens de capital (máquinas e equipamentos). O estímulo fiscal está em vigor desde 29 de julho deste ano e termina em 31 de dezembro próximo. Para estimular a renovação do parque fabril, a alíquota de recolhimento foi reduzida de 10,25% para 4,5%.

Segundo Miguel Jorge, não há nenhum estudo para estender os benefícios fiscais, que, além desse setor, foram concedidos para a indústrias automobilística, moveleira e a de linha branca (fogões, geladeiras, máquinas de lavar roupas etc).

As declarações do ministro foram feitas logo após a participar na 8ª Edição do Congresso da Construção (Construbusiness), na sede da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo ( Fiesp/Ciesp). (Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host