UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/12/2009 - 17h51

Miguel Jorge projeta superávit comercial de US$ 15 bilhões em 2010

SÃO PAULO - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje que o Brasil deverá marcar um superávit comercial de US$ 15 bilhões no próximo ano, reagindo a uma combinação de recuperação do comércio global, aumento da produção industrial doméstica e retomada das linhas de crédito ao comércio exterior.

A projeção supera as estimativas traçadas pelos setores financeiro e industrial. Nos cálculos da Confederação Nacional da Indústria (CNI), por exemplo, o saldo das transações comerciais ficará positivo em US$ 13 bilhões, enquanto, mais pessimista, a Fiesp prevê um superávit comercial de US$ 10,6 bilhões em 2010.

Por sua vez, o boletim Focus - levantamento realizado pelo Banco Central (BC) - mostra que as instituições financeiras projetam um superávit comercial de US$ 11,3 bilhões, ante as implicações do dólar fraco nas relações comerciais do país.

Hoje, ao acompanhar o anúncio do plano de investimento do Walmart para 2010, Miguel Jorge afirmou que, após sentir os efeitos da crise financeira, o comércio mundial deverá se restabelecer no próximo calendário.

O ministro destacou a diversidade das commodities exportadas pelo Brasil e a diversificação de seus parceiros comerciais como fatores que permitirão um bom desempenho do comércio exterior. Para exemplificar, Miguel Jorge disse que as empresas brasileiras dobraram as exportações para a África nos últimos cinco anos. Além disso, a China, tida como o principal motor da recuperação global, se tornou neste ano o principal parceiro comercial do Brasil, lembrou o ministro.

Já os Estados Unidos - maior mercado do mundo e, historicamente, o principal consumidor dos produtos brasileiros - apresentam sinais de recuperação no nível de emprego e ainda apresentarão reflexos positivos na economia da reforma no sistema de saúde, apontou o ministro.

Conforme os dados divulgados hoje pelo ministério do Desenvolvimento, o superávit comercial do período de janeiro até a terceira semana de dezembro somou US$ 23,798 bilhões.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host