UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/12/2009 - 16h28

Standard & Poor ? s melhora perspectiva de rating da Rússia

SÃO PAULO - A agência de classificação de risco Standard & Poor ? s melhorou de " negativa " para " estável " a perspectiva da nota soberana de crédito da Rússia. Com isso, a agência retira a possibilidade de diminuir os ratings, que devem permanecer como estão. A S & P também confirmou as notas atuais: " BBB/A-3 " em moeda estrangeira e " BBB+/A-2 " em moeda local. Ambas pertencem ao campo do grau de investimento na escala da agência.

" Esperamos que o balanço fiscal e orçamentário da Rússia vai melhorar gradativamente, devido à estabilização do comércio e ao compromisso das autoridades de consolidar o perfil fiscal nos próximos anos " , disse o analista de crédito Frank Gill, em nota. A expectativa é de que o país consiga reduzir o déficit público de 2009, projetado em 8,3% do PIB, para pelo menos algo entre 6,3% a 7,3% do PIB. Para 2010 e 2011, a agência espera que o aumento dos preços do petróleo provoque uma melhora no resultado fiscal esperado. A projeção é de que o país recomponha suas reservas internacionais, que no fim de 2012 chegariam aos níveis vistos em 2008, e isso ajudaria a manter seu perfil de crédito.

Por outro lado, os analistas avaliam que o sistema bancário deve continuar a prejudicar o desempenho do país, assim como as barreiras russas ao investimento estrangeiro. " Entre 2010 e 2012, o crescimento do PIB deve ficar em uma média de 3,5%, contra 7% antes da crise " , diz comunicado da S & P. " A atividade econômica permanece altamente sensível aos preços do petróleo e a produtividade, tanto em commodities quanto em não commodities, continua sendo uma das mais baixas da Europa. " Além disso, a agência menciona que, sem reformas estruturais, " os serviços públicos ineficientes e a corrupção endêmica " devem piorar a desigualdade de renda e as finanças públicas. O balanço entre esses riscos e a melhora esperada nas contas do governo justifica a perspectiva estável para as notas de crédito do país. (Paula Cleto | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host